quinta-feira, 28 de maio de 2015

A HORA DO PESADELO


     O mais antigo pesadelo que me lembro foi por volta de novembro de 1990 ,quando eu tinha 3 anos.No caso, sonhei com um apocalipse marciano.
     Dos 14 anos em diante meus pesadelos se tornaram tão comuns, que até deixou de me assustar (oras, então não era pesadelo, pombas).
     Mas por volta dos meus 20 anos a coisa ficou preta, por que meus pesadelos começaram a vir misturados com disturbios do sono, principalmente com catalepsia projetada ( que eu levei pelo menos uns 4 anos pra entender exatamente do que se tratava. Sinceramente eu tava a ponto de procurar um psiquiatra).
     E esses disturbios (assim como os pesadelos) continuaram a ser tão repetitivo que não demorei pra me acostumar com eles também.

Isto é... até ontem, por que agora já não sei mais nem em que dimensão eu estou!!


     Fui dormir ontem pra lá das duas da matina (mesmo que no dia seguinte eu tivesse que levantar as 7). Comecei com um sonho normal onde eu estava brigando com um monte de gente.E eu estava querendo partir pra cima de um monte de pessoas, mas meu irmão estava atras de mim, e tipo que ele estava me segurando para evitar que eu brigasse.Um sonho bem comum e idiota. 
     Só que nesta de ele me segurar ,aos poucos percebi que eu não conseguia me mexer de jeito nenhum, e a situação foi ficando cada vez mais pesada até que acabei acordando!E com paralisia do sono. 
     Mesmo acordada a coisa que me prendia continuava a me segurar cada vez mais violentamente por trás, só que agora essa coisa já não tinha mais a forma do meu irmão; na verdade era como se fosse uma pessoa invisivel que você não consegue ver ,mas consegue sentir os braços as pernas e todo o resto.
     Como já tô careca de viver esse tipo de experiência, eu não tentei me debater, me soltar nem me desesperei.Simplesmente deixei que a coisa que me agarrava continuasse me "estrangulando" até que se cansasse.
     Enquanto estava no estado de paralisia eu me encontrava dormindo e acordada ao mesmo tempo, e ao mesmo tempo em que eu enxergava meu quarto real (a luz do meu quarto estava acesa), eu também sentia aquela coisa me agarrando, e aos pouco um novo cenario foi surgindo, como se eu estivesse em 3 dimensões paralelas ao mesmo tempo (sei que é dificil de explicar).
     Não sei quanto tempo se passou enquanto estive paralisada mas depois de um tempão a coisa pareceu se cansar de tentar me atormentar e se mandou.
     Na verdade, se bem me lembro eu cheguei a abraçar a coisa e até mesmo a beija-la.Me pergunto se a coisa não fugiu de mim por causa disso...
     Mas então quando a coisa sumiu e me desparalisei , eu estava livre pra circular no meu sonho, e na ocasião eu sonhava que estava dentro de um shopping muito grande.E eu estava indo em direção ao estacionamento.
     O estacionamento era na verdade um túnel que ia ficando cada vez mais escuro e profundo, e depois de caminhar por um tempo alí, eu alertei a mim mesma para que eu não prosseguisse e que eu voltasse, por que naquele breu existia uma presença maligna.
     Mas (mesmo que pareça bizarro) eu debochei de meu próprio alerta, e ainda zombei algo como "fantasmas!Veja como estou tremendo de medo" (na verdade a essa altura eu já sabia que eu estava sonhando, e tava aproveitando para explorar o cenário pra ver no que ia dar).
     Mas aí acabei me perdendo na escuridão e já não enxergava nem mais meu próprio pé, e decidi que era hora de transformar o cenário para outra coisa.
     Quando tomei essa decisão, eu falei comigo mesma que eu estava indo para outra dimensão,embora eu não sabia onde eu ia parar.
     E o lugar onde fui parar parecia um monte de ruínas pré-colombiana, mas daí uma parte de mim me disse que eu não deveria estar naquela dimensão e que eu saísse imediatamente, só que outra parte de mim correu saltitando para entrar nas ruínas dando risada da minha outra parte (nem sei como explicar!Eu era duas ao mesmo tempo em tantas dimensões que fico doida só de tentar descrever o fato).
Mas foi aí que algo bizarro me aconteceu:
     Eu tomei o maior tapa no meu pé!E de verdade!
     Acordei na mesma hora com este tapa , e achei que tinha sido meu pai quem havia me acordado.Até resmunguei com meus botões algo como "pra que tudo isso?Será que tô tão atrasada assim?".
     Não deu pra perceber de imediato em que horario eu me encontrava por que além de ter ido dormir de luz acesa, eu também durmo de ouvido tampado, então para mim todas as horas são iguais, e demorei um pouco pra caír a ficha.
     Quando finalmente percebi que eu era a única pessoa alí no meu quarto, e que todo o resto da casa estava roncando (pois eram 3 da matina; ou seja: não dormi nem 1 hora direito!Basicamente foi só um cochilo rapido!) me sentei na cama totalmente confusa, até que concluí duas coisas:
1º eu tava me cagando de medo
2º se eu voltasse a dormir podia tomar um tapa, só que na cara
     Só voltei a cochilar de novo por volta das 5 da matina. 

     Durante o dia relembrei do fato bizarro e contei debochadamente para meus colegas de trampo, e ri da situação durante o dia, até que cheguei em casa a tarde, pronta para tirar um cochilo quando resolvi comentar o fato com minha mãe!
     E ela revelou então que algumas semanas atras ela acordou sentindo uma mão puxando as pernas dela na cama com força, e que meu pai a dois dias atras também acordou com alguma coisa puxando-lhe o braço.

Acho que vou tomar rebite!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...